Atividades e projetos finalizados

  • Qual o Papel da Mulher na Sociedade?

O curso desenvolvido pelas petianas Bianca (Psicologia) e Diane (Ciências Sociais) teve como base central a reflexão sobre as representações de gênero na sociedade, a história da mulher ocidental, personalidades históricas e aplicação dos conhecidos adquiridos na vida cotidiana (empoderamento) com participantes/usuários do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC.

O projeto teve como objetivo: Propiciar um espaço acolhedor de trocas de conhecimento sobre o tema, articulando saberes já constituídos com as novas informações que foram trabalhadas durante o projeto; Favorecer a autonomia intelectual das participantes, mostrando possibilidades de existências femininas para que cada uma pudesse se apropriar das discussões a partir de seus próprios valores, hábitos e crenças; Demonstrar a elas que o lugar da mulher é onde ela quiser e que suas histórias pessoais são relevantes para o mundo; Ampliar perspectivas sobre planos de vida; Colaborar com a redução das desigualdades de gênero, focando em problemáticas específicas da fase de desenvolvimento que as participantes estão vivendo.

Foram dois meses de curso durante o semestre 2019.1, totalizando oito encontros semanais com duração de duas horas nos quais foram abordados a história da mulher na sociedade e sobre formas de lutar contra as desigualdades de gênero.

  • As novas Tecnologias na Vida do Idoso: Desafios e Potencialidades

Através da parceria realizada entre o PET – Conexões de Saberes e o Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), visto o contexto atual de interação e conhecimento através do uso da internet e redes sociais, ou seja, dominar o uso de novas tecnologias a oficina desenvolvida pela estudante de Serviço Social e integrante do PET Gabriela, teve como objetivo possibilitar o aprendizado as mídias sociais usadas atualmente (Google, Youtube, WhatsApp, Facebook, Instagram, Uber) no Núcleo de Terceira Idade (NETI), com o objetivo de facilitar a comunicação e o acesso à informação.

Assim, para efetivar o conhecimento básico foram realizadas 3 oficinas com duração de 2 horas cada, no turno vespertino, durante o semestre de 2019.1, destinando parte da oficina para amostra e conversa e outra parte prática para manuseio das técnicas possíveis, em sala do NETI dotada de aparelhagem multimídia.

  • Feira da saúde itinerante

A saúde do país está sempre em pauta, uma vez que está muito debilitada e precisando de atenção urgentemente. O projeto da feira da saúde itinerante, que acontece nas escolas da cidade, surgiu, então, para dar esse suporte a mais. Professores e alunos dos cursos da área da saúde montam estandes de várias especialidades e fazem o atendimento à  população. Na edição deste semestre (2017.2), os alunos do curso de medicina e integrantes do PET, Filipe e Larissa, estão participando de reuniões para dar início ao projeto no mês de setembro.

  • Inglês na ponta da língua

Com o intuito enriquecer o conhecimento da comunidade externa, mais precisamente os alunos da Casa São José, localizada no bairro conhecido como Serrinha em Florianópolis, os graduandos Jhoseny e João Vitor ensinam a gramática, o uso e a cultura da lí­ngua estrangeira semanalmente. As aulas são sempre planejadas e executadas com muita dinamicidade, de forma a aguçar a curiosidade das crianças e adolescentes e despertar neles sede de conhecimento.

 

  • Oficina de 5S

Para quem não conhece, o 5S é um método originado no Japão com a finalidade de controlar a qualidade do processo e resultado final das empresas por meio de 5 sensos: de utilização, de ordenação, de limpeza, de saúde e de autodisciplina. No entanto, hoje em dia os 5S são também utilizados em escolas, comércios e até na própria rotina pessoal. Visando um melhor aproveitamento do espaço e da gestão, o colégio de aplicação da UFSC decidiu implantá-los em algumas de suas salas e para isso, vêm contando com a ajuda dos petianos Diane e Jadson.